Miruna Genoíno lança livro e debate linchamento midiático no Brasil

Ligado .

O linchamento midiático destrói reputações e tem se tornado expediente comum na política nativa. Ex-guerrilheiro do Araguaia e ex-presidente do PT, José Genoíno foi vítima desse processo, que teve forte impacto sobre a sua família. A experiência é tema do livro Felicidade fechada, escrito por sua filha, Miruna Genoíno, a ser lançado na quarta-feira (17), no Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, em São Paulo. Na ocasião, a pedagoga participará de debate sobre o tema ao lado dos jornalistas Paulo Moreira Leite e Maria Inês Nassif.

A obra, publicada pela Editora Cosmos, contou com campanha de crowdfunding para garantir o seu financiamento. Como diz a página da campanha, “Felicidade fechada não é um livro sobre política, é um livro sobre a vida de uma família que sempre acompanhou com orgulho a trajetória, os sacrifícios, os desafios, de José Genoino, e que precisou se unir diante das muitas dificuldades: solidão, medo, abandono, tristeza, e que com isso, acabou encontrando amizade, solidariedade, generosidade e força para enfrentar com dignidade a injusta execração pública".

Segundo Miruna, o livro registra os momentos vividos desde as primeiras denúncias até a prisão de seu pai, compartilhando a experiência e o sofrimento que enfrentaram nessa trajetória. A pedagoga também explica o título da publicação: "O título foi dado pela minha filha, Paula, quando contei a ela e a seu irmão Luis Miguel que estava escrevendo um livro sobre o avô Genoino. Quando perguntei o motivo deste título, ela falou: 'Porque o Vôvi é a nossa felicidade, e ele ficou lá preso, fechado, então a nossa felicidade estava fechada. Ainda bem que ele saiu'".

A entrada para o evento é aberta e o livro de Miruna Genoíno estará à venda para os interessados.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar