'Batalhador da causa dos justos', Paulo Nogueira falece aos 61 anos

Ligado .

Nome de peso do jornalismo brasileiro, Paulo Nogueira faleceu nesta sexta-feira (30), aos 61 anos. O editor do Diário do Centro do Mundo travou 10 meses de batalha contra o câncer. Antes de consagrar o DCM como uma das principais ferramentas de contraponto ao monopólio midiático, Nogueira ocupou cargos como os de repórter, editor, diretor de redação e superintende em editoras como a Abril e a Globo.

Os familiares de Paulo Nogueira receberam manifestações de solidariedade de diversos blogueiros e jornalistas, em especial dos meios alternativos. O Barão de Itararé, inclusive, pretende anunciar, em breve, uma homenagem ao jornalista. Confira o post escrito por Kiko Nogueira, no DCM, em tributo ao irmão: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/paulo-nogueira-1956-2017/

Presidenta legitimamente eleita e deposta por um golpe judicial, parlamentar e, sobretudo, midiático, Dilma Rousseff também publicou uma nota de pesar em seu blog, o Blog do Alvorada. Leia na íntegra abaixo:

O jornalismo e a democracia brasileira perdem um grande militante e lutador. A morte de Paulo Nogueira, fundador e editor do Diário do Centro do Mundo, ocorre num momento triste da nossa história.

Seu site tem sido uma trincheira de defesa do jornalismo honesto e uma peça importante da resistência democrática. Paulo foi um jornalista de grande força e perseverança. Um batalhador que acreditou na causa dos justos e na luta por um país menos desigual.

O Brasil perde muito.

Meus sentimentos profundos de pesar ao irmão dele, Kiko Nogueira, à esposa e aos filhos Emir, Pedro, Camila e Fernando.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar