Jornalistas e sindicalistas discutem privatização do metrô em SP

Ligado .

Na próxima terça-feira (26/9), às 11h, acontecerá uma roda de conversa, no Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, entre os coordenadores-gerais do Sindicato dos Metroviários de São Paulo e jornalistas sobre o processo de privatização do metrô. O governo estadual pretende conceder as linha 5-Lilás e 17-Ouro para a iniciativa privada, com leilão previsto para 28/9. O Barão de Itararé fica na Rua Rego Freitas, 454, conjunto 83, próximo ao metrô República.

As obras de contrução destes trechos custaram, até o momento, cerca de R$ 10 bilhões e o governo do estado de São Paulo estabeleceu o lance mínimo de R$ 189 milhões. A concessão tem duração de 30 anos, podendo ser prorrogada.

As empresas que obtiverem a concessão receberão repasse do governo estadual sobre uma estimativa de passageiros transportados. Na Linha 4 - Amarela, que foi privatizada, o repasse por usuário é de R$ 4,03. O Sindicato está convocando manifestações no dia 28/9, às 13h, em frente à Bolsa de Valores e, às 16h, caminhada ao Edifício Cidade II (sede administrativa do Metrô) contra as demissões e o racismo.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar