Governo irá cadastrar voluntários para classificação indicativa

Ligado .

O Ministério da Justiça pretende ampliar a participação da sociedade na classificação indicativa de produtos audiovisuais, organizando um cadastro de voluntários. Hoje a tarefa é exclusividade do órgão. Segundo o secretário nacional de Justiça, Paulo Abraão, a nova medida deve ser implementada até junho desse ano. A informação foi dada durante a mesa sobre classificação indicativa do “Seminário Internacional Infância e Comunicação”, que aconteceu em Brasília nos dias 6, 7 e 8 de março.

Inscrições abertas para o 2º Encontro de Blogueiros do Paraná

Ligado .

Estão abertas as inscrições para o II Encontro de Blogs, Redes Sociais e Cultura Digital do Paraná, que acontece entre 12 e 14 de abril. O Memorial de Curitiba sediará o evento, que é aberto a qualquer cidadão que tenha interesse pela temática.

Paulo Bernardo, ministro das comunicações ou das teles?

Ligado .

Paulo Bernardo esteve ontem em São Paulo para uma audiência com o prefeito Fernando Haddad. Ao sair, afirmou: “O prefeito me disse que tem abertura para discutir (na Câmara Municipal) mudança na legislação. Ele me falou da intenção da prefeitura de estabelecer políticas públicas na área de comunicação, por exemplo, uma rede de wi-fi na cidade”. E acrescentou: “Eu disse ao prefeito: ‘você quer uma rede de wi-fi na cidade, mas se fizer uma rede chinfrim, o pessoal vai fazer uma festa, inaugura, dali a dois meses vai começar a reclamar que a internet é muito lenta. Vão falar mal de quem? Vão falar do Fernando Haddad.”

Bob Fernandes: "Regular não é censura"

Ligado .

Em comentário veiculado pela Gazeta no dia 4 de março e publicado no Terra no dia 5, o jornalista Bob Fernandes, editor do Terra Magazine e comentarista da TV Gazeta e da Rádio Metrópole (BA), afirmou ser favorável a uma regulação que "evite os monopólios e oligopólios" e "estimule a diversidade na propagação de informação"

A motivação do jornalista foi a reação da grande imprensa à cobrança que o PT promete fazer ao governo, pelo marco regulatório. Ele ainda utilizou o exemplo do magnata Rupert Murdoch, que perdeu parte de seu império midiático devido à proibição do monopólio na Inglaterra, para ilustrar o fato de que "já não há mais espaço para ignorar que o resto do mundo civilizado regula a dinâmica do Mercado da Comunicação". Confira a íntegra do comentário no vídeo abaixo:

Da redação.