Inscrições abertas: O jornalismo de guerra na América Latina

Ligado .

Entre os dias 23 e 26 de outubro, o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé promove curso com o tema O jornalismo de guerra na América Latina. Serão quatro noites (das 19h às 22h) com quatro nomes gabaritados e reconhecidos para discutir a conjuntura política, a onda conservadora e os horizontes da resistência no continente, além do papel jogado pelos meios de comunicação nesse cenário. O curso, que contabiliza 12 horas, conta com certificado e tem apoio de Opera Mundi e Cebrapaz.

A proposta da atividade é traçar um breve panorama das relações entre mídia, democracia e geopolítica na região, produzindo subsídios para os participantes compreenderem e refletirem sobre o processo histórico, as lutas e os desafios colocados para os povos do continente. Confira a programação completa:

Desconectados de todo o mundo, uni-vos!

Ligado .

Por Renata Mielli (Secretária-Geral do Barão de Itararé), na Mídia Ninja

A população mundial está dividida ao meio no quesito acesso à internet. Até o final de 2017 teremos 48% de conectados e 52% de desconectados em todo o planeta de acordo com dados da União Internacional de Telecomunicações (UIT).

Com a metade do mundo desconectada e com a diminuição no ritmo de crescimento de novas conexões, vai se criando um novo exército de excluídos, os excluídos digitais. A exclusão digital aprofunda as desigualdades entre indivíduos, famílias, regiões e países, determinando novos padrões de miséria e impondo novos desafios para a luta pelo fim da opressão capitalista.

Curso em SP discute fake news e a verdade no jornalismo

Ligado .

Entre os dias 25 e 28 de setembro, a CartaCapital, em parceria com a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), promovem um curso sobre Fake News e a Verdade no Jornalismo. Com carga horária de 16 horas divididas em quatro noites, a atividade contará com a participação dos jornalistas Paulo Henrique Amorim, Eleonora Lucena, Luiz Carlos Azenha e Gabriel Priolli. 

Confira a chamada da atividade:

Os novos conceitos de "Fake News" e "Pós-Verdade" no jornalismo. Um problema da internet ou da mídia como um todo? A definição relativa dos termos, conforme as visões políticas e suas intenções. O problema histórico da precisão no jornalismo, no conflito permanente da isenção com o parcialismo. O desafio de converter os fatos em notícias, sem trair o que aconteceu. Distinção entre jornalismo informativo, interpretativo e opinativo, e a dissolução das fronteiras. As muitas formas possíveis de manipular a informação, para construir uma "verdade". O papel das redes sociais e das tecnologias digitais na propagação de notícias falsas. O impacto da "pós-verdade" na interação social, na política e na democracia. Como o público pode se proteger, num ambiente de mídia que mistura informação fidedigna com "fake news"? A experiência de profissionais tarimbados na produção e edição de notícias, e sua visão da imprensa atual.

Acesse aqui para saber mais sobre os palestrantes e maiores informações sobre inscrições e valores.

Gleisi Hoffmann: 'Mídia democrática é fundamental para a democracia'

Ligado .

Em vídeo publicado em sua página no Facebook, a senadora e presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) Gleisi Hoffmann ressaltou a importância da luta pela democratização da comunicação. "Vocês sabem que é fundamental para a nossa democracia e para o acesso à informação que a mídia seja democratizada", disse. Ela também convidou seus seguidores a conhecerem a campanha #SejaAmigoDoBarão, um esforço coletivo para ajudar o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé a manter e ampliar suas atividades.

Equador sedia Diálogos por uma Internet Cidadã

Ligado .

Assista à transmissão ao vivo: https://youtu.be/J9m-qKyRgoE

É realmente a Internet uma ferramenta para democratizar a comnicação e os conhecimentos? Será que grandes empresas como Google, Apple, Facebook, Amazon e Microsoft (GAFAM) oferecem serviços gratuitos apenas com o interesse de nos conectarmos e comunicarmos? O que está por trás disso tudo? Ante essa problemática, nascem os Diálogos por uma Internet Cidadã - NuestrAmérica rumbo al Foro Social de Internet. Trata-se de um espaço para intercâmbio e a construção de uma proposta regional no marco do Fórum Social da Internet, que deve ocorrer na Índia, em 2018. O evento ocorre nos dias 27, 28 e 29 de setembro, no Centro Internacional de Estudos Superiores de Comunicação para América Latina (CIESPAL), em Quito, no Equador.