20 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Unidade dos movimentos sociais marca reunião da Lei da Mídia Democrática no DF

Militantes dos movimentos sociais do Distrito Federal se reuniram nesta terça, 28, para debater uma causa em comum: a democratização da comunicação. O encontro foi articulado pela coordenação local da campanha “Para Expressar a Liberdade” para organizar a divulgação e a coleta de assinaturas do projeto de Lei da Mídia Democrática e levar às ruas da capital brasileira o debate sobre a necessidade da democratização das comunicações e o direito à liberdade de expressão. Durante o evento, os participantes aproveitaram para assinar a petição do projeto de lei. 

 
Os participantes, de diversos setores do movimento social – feminista, negro, estudantil, sindical, dos trabalhadores, dos comunicadores e outros -, tinham em comum as dificuldades enfrentadas frente à mídia brasileira. Maria Mello, secretária-executiva do Fórum Nacional Pela Democratização (FNDC), entidade que organiza a campanha, explicou que a ação já conta com a adesão nacional de entidades que não estão diretamente ligadas à militância da democratização da comunicação: “As pessoas estão vendo essa pauta como fundamental para as suas lutas específicas. A campanha conseguiu aglutinar dezenas de entidades e muitas delas que não são tradicionalmente ligadas ao movimento da comunicação. Isso é muito importante para esse momento”, disse, destacando a importância do chamamento de ainda mais entidades do movimento social do DF.
 
Além da estruturação de uma agenda de divulgação e coleta de assinaturas, a reunião teve a apresentação do projeto de lei de iniciativa popular e um breve relato da história da democratização das comunicações no Brasil e da campanha: “Foram feitas diversas assembleias para que se fechasse um projeto de lei em comum acordo com os vários segmentos dos movimentos sociais que integram a campanha. Hoje ele é o maior instrumento que nós temos para lutar por políticas democráticas de comunicação no país e o DF tem a possibilidade de contribuir bastante com as agendas das entidades”, explicou Gésio Passos, do Coletivo Intervozes.
 
“A bandeira da liberdade de expressão é nossa. Precisamos compreender esse projeto, a sua importância e mostrar que defendemos a democracia. Eles (a grande mídia) têm o domínio da comunicação no Brasil e não nos deixam falar”, disse Sônia Corrêa, do Barão de Itararé/DF, sobre a necessidade de regulação dos artigos da Constituição Brasileira que proíbem o monopólio e oligopólio dos meios de comunicação no Brasil.
 
Agenda de Trabalho
 
O grupo propôs uma agenda de trabalho para a realização do lançamento do projeto de lei no Distrito Federal, a panfletagem e a coleta de assinaturas em eventos e a criação de pontos fixos de coletas.  As entidades do DF também colaborarão na articulação de um lançamento nacional no Congresso Nacional e com a produção dos materiais de comunicação da campanha.
 
Os sindicatos, partidos e movimentos presentes se dispuseram a mobilizar suas bases para divulgar o projeto no Distrito Federal.  Emily Almeida, da Enecos-DF, ressaltou a importância em se trazer os estudantes para campanha ”Os estudantes entendendo a força da campanha vão pautar nas salas de aula, na academia e nas redes da internet. Temos que atuar com todos os grupos políticos estudantis, independentes das opções partidárias”.
 
“São muitas assinaturas que temos que coletar, mas o movimento organizado, a luta dos trabalhadores, já mostrou que a organização, unidade e a coerência com os posicionamentos políticos são coisas que juntas dão um resultado”, disse Leonor Costa, do Sindicato dos Jornalistas do DF.
 
Participaram da atividade cerca de 30 pessoas, representantes e militantes locais das entidades: Abraço, Consulta Popular, Secretaria Nacional de Juventude (Conjuve), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Coletivo Intervozes, Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social (Enecos), Marcha das Vadias, Barão de Itararé, Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial – (Cojira), Sindicato dos Servidores da Justiça (Sindijus-DF), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Distrito Federal (SJPDF), Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa de Desenvolvimento Agropecuário (Sinpaf), União Geral dos Trabalhadores (UGT-DF), Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Trabalho Temporário, Prestação e Serviços Terceirizáveis no Distrito Federal  (Sindiserviços-DF), Partido Comunista do Brasil (PCdoB-DF) e Partido Socialista Brasileiro (PSB-DF). A reunião aconteceu na sede do Sinpaf/DF, no Conic.
 
Conheça a campanha “Para Expressar a Liberdade” e o projeto de Lei da Mídia Democrática. Divulgue em sua comunidade, cidade, município e estado e não deixe de divulgar! Você pode entrar em contato conosco pelo site www.paraexpressaraliberdade.org.br  
 
Redação do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação para a campanha Para Expressar a Liberdade