22 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Plenária do FNDC rechaça golpe e denuncia papel da mídia

Por Felipe Bianchi

A defesa da democracia e o rechaço ao golpe midiático ditaram o tom da abertura da XIX Plenária Nacional do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), nesta quinta-feira (21). O deputado  federal Orlando Silva e o professor João Sicsú alertaram para o horizonte de retrocessos que o processo ilegal do impeachment de Dilma Rousseff deve trazer para os campos social, econômico e político.

Foto: Lidyane Ponciano

Segundo Orlando Silva, a violação da Constituição e do Estado Democrático de Direito é apenas uma das armas no arsenal das elites brasileiras, que não medem esforços para atingir seus objetivos. “A aliança golpista reúne corruptos, traidores, torturadores e representantes do grande capital, que contam com um fator decisivo: o apoio da mídia monopolizada”, opina.

A falta de empenho do governo na batalha da democratização da comunicação cobra um alto preço, avalia o deputado. “Ficamos aquém no enfrentamento desta pauta”, reconhece, acrescentando que “o processo em curso é uma farsa, martelada diuturnamente por um gigantesco maquinário midiático”. “Nosso dever, agora, é denunciar essa conspiração”, completa.

Renomado economista, João Sicsú fez análise específica sobre a tragédia que o golpe promete nesse campo – apesar de erros graves, principalmente, do governo Dilma Rousseff. “Com Lula e Dilma no comando, há uma perspectiva de retomada econômica até 2018, com foco no tema do emprego”, avalia. “Com Michel Temer,  Cunha e companhia, a tendência  é revigorar o ideário dos anos 1990, mirando a concentração de renda”.

Foto: Felipe Bianchi

Coordenadora do FNDC, Rosane Bertotti acredita que a aventura golpista contribui, ao menos, para escancarar o papel desempenhado pelos grandes meios de comunicação brasileiros. “O fato de a maioria esmagadora da mídia internacional adotar a narrativa de que o impeachment é golpe prova a importância de que haja pluralidade e diversidade na comunicação”, frisa.

“Olhar para a estrutura de mídia no Brasil é como olhar para um precipício”, diz Bertotti. Apesar do cenário negativo, ela conclama os movimentos sociais a não esmorecerem na luta pela democratização do setor. “Esta luta está ligada à defesa da democracia e a todas as lutas sociais do país. Temos de seguir em frente”.

A Plenária Nacional do FNDC

A XIX Plenária Nacfndional do FNDC acontece entre os dias 21 e 23 de abril, em São Paulo. Além de renovar o quadro diretivo, a entidade também define suas teses de Conjuntura, Balanço e Estratégia e Plano de Ação. O Barão de Itararé faz a cobertura de toda a Plenária através do site, do Twitter e do Facebook.