25 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Ciclo de debates discute a imprensa e o golpe

O ovo da serpente chocado pela mídia monopólica, a consumação do impeachment de Dilma Rousseff e a imposição de uma agenda de graves retrocessos desataram um cenário catastrófico no país. Para ajudar a entender os impactos do golpe nos campos da política, da sociedade, da cultura e da economia, o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé promove, na segunda quinzena de novembro, o Ciclo de Debates A Imprensa e o Golpe.

 

Serão três edições temáticas, a serem realizadas nos dias 22, 24 e 29 de novembro, sempre a partir das 19h, na sede da entidade, em São Paulo. O valor da contribuição é de R$ 50 para o Ciclo todo ou R$ 20 por debate. As adesões podem ser feitas através dos botões do PagSeguro abaixo.

 

PROGRAMAÇÃO 

22 de Novembro: A Crise Política

 

Maria Inês Nassif, jornalista do Jornal GGN e Carta Maior

 

Paulo Moreira Leite, colunista do Brasil 247 e ex-diretor de redação das revistas Época e IstoÉ

 

Rodrigo Vianna, jornalista e autor do blog Escrevinhador

 
 

Dia 24 de Novembro: Os reflexos na sociedade

 

Laura Capriglione, dos Jornalistas Livres

 

Sérgio Mamberti, dramaturgo e ator

 

Tico Santa Cruz, músico

 
 

Dia 29 de Novembro: Os impactos na economia

 

Eduardo Fagnani, professor do Instituto de Economia da Unicamp, pesquisador do Centro de Estudos Sindicais e do Trabalho (CESIT) e coordenador da rede Plataforma Política Social.

 

Laura Carvalho, professora do Departamento de Economia da FEA-USP e colunista da Folha de S. Paulo

 

Luiz Gonzaga Belluzzo, economista e professor da Unicamp

 

 INSCRIÇÕES

 

– Participar dos três blocos do Ciclo de Debates A Imprensa e o Golpe:






 

– Participar do debate sobre A crise política (22/11):






 

– Participar do debate sobre Os reflexos na sociedade (24/11):






 

– Participar do debate sobre Os impactos na economia (29/11)






 

Em caso de dúvidas ou esclarecimentos, entre em contato pelo e-mail contato@baraodeitarare.org.br ou pelo telefone (11) 31591585