24 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Fórum de comunicadores latino-americanos rechaça golpe judicial contra Lula

O Fórum de Comunicação para a Integração de Nossa América (FCINA) expressa seu rechaço ante a clara tentativa de impedir a candidatura do companheiro Lula às próximas eleições presidenciais no Brasil, mediante a confirmação de uma condenação penal sem sustentação jurídica.

Se o Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4) cometer, em Porto Alegre, o delito de falhar contra o Direito, confirmando uma condenação sem provas e em tempos ditados pela intencionalidade política, se consumará uma nova fase do golpe de Estado em curso no Brasil, iniciado com o processo fraudulento de impeachment contra a presidenta legitimamente eleita Dilma Rousseff.

Como já vinhamos denunciando, esta cadeia de atos ilegítimos formam parte de uma estratégia regional que tem por objetivo estigmatizar, perseguir e condenar lideranças de processos emancipatórios em toda a América Latina e o Caribe, minando, ademais, as possibilidades de uma integração regional soberana e solidária. Esta perseguição política é operada através de uma orquestração do poder midiático e econômico hiperconcentrado com um setor do poder judicial e a ingerência contundente da diplomacia estadunidense na região.

Lula da Silva não é só um ex-presidente ou o líder de um partido. É uma referência surgida da organização popular, cuja articulação política permitiu a milhões de brasileiros superar a fome a miséria.

Além disso, Lula foi, junto a Hugo Chávez e Néstor Kirchner, um dos principais arquitetos políticos da integração regional. Impulso do qual surgiu a Unasul, a CELAC e que fortaleceu de forma significativa o Mercosul, fortalecendo-o em seus aspectos sociais e de direitos humanos. Tal integração regional, surgida propositivamente a partir do êxito contundente da campanha de movimentos sociais contra a Alca, em conjunto com lideranças políticas progressistas, logrou evitar o processo de anexação econômica e catástrofe social levado a cabo pelo neoliberalismo.

Liquidar a resistência social à dominância do grande capital através da judicialização e encarceramento de suas figuras mais proeminentes é, hoje, o objetivo central das elites.

Isto representa um evidente retrocesso democrático, que violenta os direitos humanos, atentando contra toda possibilidade de organização e representatividade que se oponha à injusta ordem imposta pelas minorias.

As organizações, redes de comunicação e movimentos sociais articulados no Fórum de Comunicação para a Integração de Nossa América somamos nossas vozes ao chamado das forças democráticas do Brasil e da região para que se impeça a condenação de Lula, evitando, assim, a consumação de uma fraude eleitoral maiúscula.

Expressamos, ademais, a nossa total solidariedade e respaldo ao companheiro Lula, nesta hora crítica para os povos da América Latina e do Caribe.

FÓRUM DE COMUNICAÇÃO PARA A INTEGRAÇÃO DE NOSSA AMÉRICA