13 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Daniel Zen: Unidade eleitoral responde à onda conservadora e aos problemas de Rio Branco/AC

Candidato a prefeito de Rio Branco/AC, o deputado estadual (PT) Daniel Zen lamenta que a onda conservadora que tomou o Brasil de assalto nos últimos anos tenha demorado, mas chegado ao Acre. “Rio Branco era um bastião de resistência, mas a tsunami reacionária também chegou por aqui e, agora, precisamos de retomada”, declarou ao canal do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé no YouTube, nesta quarta-feira (21).

A conjuntura difícil explica a superação das diferenças para a construção de uma aliança entre PT, PCdoB e PSOL, chapa encabeçada por sua candidatura à Prefeitura. “A unidade para esta eleição lembra a histórica Frente Popular do Acre. Esta coligação entre PT, PCdoB e PSOL demarca posição do lado que estamos e, ao mesmo tempo, responde na veia aos problemas de Rio Branco na atualidade”, opinou, em participação no quadro #BarãoEntrevista.

Para Zen, que já atuou nas pastas estaduais da Cultura e da Educação e Esporte, o programa da principal candidatura progressista na capital acreana foi construído, em partes, com participação online. “A construção coletiva garantiu atenção aos direitos humanos, indígenas, lgbtqi+, mulheres, pessoas em situação de rua. Queremos menos ódio e mais respeito e paz”, pontua.

No bate-papo, o candidato também falou sobre criminalidade e outros desafios colocados na ordem do dia para a administração pública na cidade de Rio Branco. Colunista da Mídia Ninja, Zen também deu atenção ao tema da comunicação: “Sou um entusiasta do midialivrismo”, diz. “Em estados como o Acre, com déficit de acesso, a mídia alternativa é mais importante ainda. Focaremos na ampliação da oferta de Internet, por exemplo, em praças públicas”.

Assista à íntegra do #BarãoEntrevista: