25 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Mulheres debatem a batalha para salvar vidas em meio ao pandemônio bolsonarista

No mês do Dia Internacional de Luta das Mulheres e no marco de quase 300 mil mortes por coronavírus no Brasil, três mulheres do campo da saúde discutem, no dia 25 de março, a batalha para salvar vidas em meio ao pandemônio bolsonarista. A live, promovida pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, vai ao ar às 19h, nas redes da entidade. Confira quem são as debatedoras que participam da conversa:

Ligia Bahia, médica especialista em Saúde Pública e professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);

Mychelle Alves, pesquisadora em Saúde Pública da Fiocruz e presidenta do Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz (Asfoc-SN);

Vanja Andréa Santos, presidenta nacional da União Brasileira de Mulheres (UBM) e integrante do Conselho Nacional de Saúde (CNS)

Em pauta, a árdua luta de quem está na linha de frente da saúde no Brasil e a batalha pela vacina e pela ciência contra o comportamento genocida do governo Bolsonaro na pandemia. Além disso, a proposta do debate é que foque na perspectiva de como este cenário afeta, em especial, a vida das mulheres brasileiras.

O debate será mediado por Ana Flavia Marx, diretora do Barão de Itararé, e dá continuidade a um ciclo de lives realizadas pela entidade, com protagonistas exclusivamente femininas, no mês do Dia Internacional de Luta das Mulheres. Já foram discutidos temas como o papel da mídia na Lava Jato; o protagonismo das mulheres na política; a presença feminina no ativismo digital e na mídia alternativa; e o desastre econômico acentuado pela falácia da dicotomia entre vida e economia, propagada por Paulo Guedes, ministro da Economia.

A atividade vai ao ar no canal do Barão no YouTube e na página da entidade no Facebook, além de contar com retransmissão de páginas parceiras. Anota na agenda, inscreva-se no #CanalDoBarao e participe!