13 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Conheça a campanha para financiar livro-reportagem sobre o Chile de Gabriel Boric

O Chile não é mais o mesmo. Desde 2019, com as manifestações do chamado “estallido social”, que levaram milhões de pessoas às ruas para protestar contra o governo de Sebastian Piñera e também contra o sistema político no seu conjunto, o país andino vem passando por um intenso processo social que está transformando a sociedade chilena e – em tese – mudando os rumos da sua história.

Uma nova Constituição está sendo escrita, por mãos que sempre foram excluídas do poder e reprimidas nos seus reclamos. Um novo presidente, de uma nova coalizão política, foi eleito. Ele vem do extremo-sul do país e será o mais jovem a ocupar o cargo de chefe de Estado do que foi o laboratório inaugural do neoliberalismo e que, agora, poderá ser a primeira nação a extirpar essa doutrina política dos seus estatutos jurídicos e das suas políticas públicas.

Acesse a campanha e contribua: https://www.catarse.me/o-chile-de-boric

Para conhecer mais a fundo esse processo, vou visitar a cidade de Punta Arenas, onde nasceu Boric, e percorrer outras cidades chilenas para ouvir as vozes que estão reescrevendo a história desse país que sempre foi apontado como um aluno exemplar do capitalismo, enquanto varria os gravíssimos problemas sociais para baixo do tapete.

Os antecedentes políticos e históricos do país, a trajetória pessoal do jovem deputado, as falácias econômicas da propaganda neoliberal e a realidade socioeconômica chilena também serão abordados, com apoio de especialistas e pesquisadores que irei entrevistar.

Decidi ir morar em Mendoza, em 2020, para cursar um mestrado em Estudos Latinoamericanos e ficar bem perto da terra de Allende, Violeta Parra e Victor Jara. Acumulei muita informação sobre esse país e acredito que valerá a pena dedicar um esforço para dividir isso na forma de um livro-reportagem.

O que o Chile pode “ensinar” ao Brasil e aos demais países da América Latina? Essa pergunta também fará parte das inquietudes com as quais o livro pretende dialogar e às quais pretende responder, pelo menos parcialmente – já que, afinal de contas, a história segue sendo construída e reconstruída a cada dia.

A viagem

Será uma viagem que terá início no final de janeiro de 2022 e que deve durar duas semanas. Nesse período, percorrerei os confins da Patagônia chilena, além da capital Santiago e da sede do Congresso Nacional, a linda Valparaíso, para recolher relatos, testemunhos e outros tipos de fontes dos conterrâneos e conterrâneas de Boric.

Dessa viagem, somada aos escritos e reflexões que o jornalista acumula há vários anos, movido pela curiosidade e pelo interesse enquanto militante de direitos humanos, vai nascer o livro “O Chile de Gabriel Boric”, no formato de reportagem e crônica.

O desafio é lançar o livro, nos formatos impresso e digital, no dia 11 de março, mesma data em que o presidente eleito tomará posse no cargo.

Este projeto no Catarse será fundamental para que esse objetivo seja cumprido.

Se você gosta de política e se interessa pelo que acontece na América Latina, apoie esse projeto e aguarde para ler o livro muito em breve.

Se você chegou até aqui, conto com o seu apoio.

Rogério Tomaz Jr.
Buenos Aires, dezembro de 2021.

Conheça a campanha e saiba como ajudar: https://www.catarse.me/o-chile-de-boric