22 de julho de 2024

Search
Close this search box.

João Brant, secretário de Políticas Digitais da Secom, fala à mídia alternativa; assista!

Na segunda-feira (15), o secretário de Políticas Digitais da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom),João Brant, participou de conversa com jornalistas e comunicadores das mídias alternativas e independentes.

No encontro remoto, promovido pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, Brant falou sobre o ataques de Elon Musk, dono da rede soacial X (antigo Twitter) à soberania nacional, a necessidade de regulamentação das plataformas digitais, a importância do Projeto de Lei 2630/2020, que busca estabelecer mecanismos de transparência, responsabilidade e liberdade para proteger a democracia e os direitos dos cidadãos na internet.

Assista, comente e curta nosso trabalho! Inscreva-se no Canal do Barão e fortaleça a luta por uma mídia mais democrática.

SOBRE O BARÃO DE ITARARÉ

Fundado em maio de 2010, O Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé consolidou-se como um dos espaços mais vibrantes da luta pela democratização da comunicação no país.

Em seus 13 anos de atuação, o Barão apostou na promoção de atividades que investem na formação de comunicadores – debates, seminários, cursos e palestra sobre mídia, democracia, liberdade de expressão, políticas públicas de comunicação e temas correlatos – e também na criação e fortalecimento de fóruns de debate e ação sobre a agenda em torno desses temas.

A organização também funciona como um selo editorial através do qual publica livros, como “Direitos negados – Um retrato da luta pela democratização da comunicação” (2015), “A mídia descontrolada – episódios da luta contra o pensamento único” (2019) e “Democratizar a comunicação: teoria política, sociedade civil e políticas públicas” (2022).

Além de sua coordenação executiva, que reúne nomes bastante representativos de entidades do movimento social brasileiro, a entidade conta com um extenso conselho consultivo, no qual figuram importantes nomes da academia, do jornalismo, da comunicação, da cultura e dos movimentos populares do país.

Organização suprapartidária, o Barão notabilizou-se como a casa das mídias alternativas, independentes e populares, transcendendo matizes partidárias e abraçando todo o campo progressista na missão de tratar a comunicação como campo estratégico e decisivo para garantir um Brasil mais justo, democrático e plural. Até por isso, a entidade é conhecida pelo seu espírito de “unidade na diversidade”.