21 de julho de 2024

Search
Close this search box.

‘Jogo 10 da noite, não!’ marca presença nos estádios

 

Por Thiago Cassis

A campanha #Jogo10daNoiteNão, organizada pelo coletivo Futebol, Mídia e Democracia, do Barão de Itararé, esteve presente em todos os jogos desta quarta-feira (16) realizados no horário da “quase madrugada” imposto pela Rede Globo.

Belo Horizonte

Na capital mineira, integrantes do coletivo tiraram fotos, panfletaram e conversaram com os torcedores na porta do estádio do Mineirão. A partida foi entre Cruzeiro e Vasco e os torcedores, e torcedoras, demonstraram total apoio aderindo à campanha.

Torcedoras do Cruzeiro exibem cartazes em frente ao Mineirão

Para Leo Souza, integrante do coletivo e torcedor do Cruzeiro, as dificuldades para o torcedor assistir ao jogo às 10 da noite são muitas, “inclusive pelo estádio situar-se no setor norte da cidade, cercado pelo campus da Universidade Federal de Minas Gerais, não há acesso de metrô e as linhas de ônibus são deficitárias nessa região, o torcedor que se arrisca sair de casa para assistir o futebol do seu time em um horário desse através de transporte público, inevitavelmente chegará em casa por volta das 2:00 da manhã”.

“O Cruzeiro tem muitos torcedores do interior do estado, a maioria das cidades de torcedores que frequentam o Mineirão fica a no mínimo 130Km de Belo Horizonte, o que inviabiliza acompanhar o clube em todas as vezes que o jogo é disputado às 22H”, aponta Leo. Destaca ainda que este horário dificulta a ida ao estádio de pais e crianças por comprometer o horário escolar do dia seguinte. Para os trabalhadores o horário também é complicado, afinal, prejudica quem começa cedo no trabalho.

O Coletivo Futebol, Mídia e Democracia será lançado em Belo Horizonte em outubro.

Porto Alegre

A partida no Beira-Rio foi entre Internacional e Corinthians. E enquanto no campo o líder do campeonato perdia sua invencibilidade de 17 partidas, os torcedores gaúchos estendiam uma grande faixa com o logotipo da campanha.

O apoio à campanha nas arquibancadas do Beira-Rio veio por parte do movimento “o Povo do Clube” que tem como uma de suas principais pautas o alto preço dos ingressos que afastam grande parte dos torcedores dos estádios.

Colorados estendem bandeira no Beira Rio

Segundo Latino, integrante do Clube do Povo, além dos ingressos caros o torcedor tem “nos horários dos jogos estipulados pela Globo, que detém o monopólio da transmissão, mais um grande empecilho”. Ele explica que em Porto Alegre, para uma grande parte do torcedor que trabalha no dia seguinte, o horário das 22h é “simplesmente inviável”, pela ausência de transporte público. “Se torna mais um fator de elitização dos estádios”, completa Latino.

Ele ainda ressalta que é preciso dar mais protagonismo para o torcedor brasileiro na busca de alternativas para que o futebol volte a ser do povo. “A campanha, organizada nacionalmente, pode ser um passo decisivo nesse sentido”, finaliza.

Santos

Na Vila “mais famosa do mundo”, o estádio do Santos, a Vila Belmiro, os torcedores declararam apoio à campanha dentro e fora do estádio.

Jogo na Vila Belmiro terminou às 23h55

Na noite de ontem o Santos recebeu, e goleou, o vice-líder Atlético Mineiro em seu estádio.

Rogério Demetrius, idealizador do movimento “Punk Santista”, manda seu recado: “esse horário é uma falta de respeito! Para o torcedor fica impossível assistir ao jogo e pegar uma condução ou mesmo no outro dia para ir trabalhar cedo, então acho que não é nem a questão de abraçar uma ideia (o fim do jogo as 22h), mas sim de uma necessidade para que o torcedor possa ir ao estádio”.

Confira mais fotos e siga a campanha no Facebook!