22 de julho de 2024

Search
Close this search box.

FNDC: Nenhum presidente vai calar a boca da imprensa!

Em nota publicada nesta terça-feira (5), o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação classificou como “desprezo à democracia e à liberdade de imprensa” os ataques de Jair Bolsonaro ao jornal Folha de S. Paulo e aos profissionais de imprensa presentes no Alvorada, em Brasília, nesta manhã. O caso é mais um para a galeria de ataques, grosserias e violações de Bolsonaro à liberdade de expressão e ao cargo que ocupa na República. Confira a íntegra da nota do FNDC.
 
 
Nenhum presidente vai calar a boca da imprensa!
Em mais uma demonstração do seu desprezo com a democracia e com a liberdade de imprensa, Jair Bolsonaro atacou o jornal Folha de S. Paulo e mandou os jornalistas calarem a boca na manhã desta terça-feira, 5 de maio, em frente ao Alvorada.
A agressividade do presidente, um dos mais autoritários que este país já teve, cresce na medida em que ele e sua família tornam-se alvo de denúncias e investigações, envolvendo ações ilegais como a organização e comando de um gabinete de ódio – responsável por disparar mensagens em massa de conteúdo mentiroso que contribuíram para a eleição de Bolsonaro e continuam em funcionamento para manter agregada a base de apoio bolsonarista. Além disso, há indícios de envolvimento da família com a milícia carioca e inclusive com o assassinato de Marielle Franco.
A medida que crescem as denúncias, Bolsonaro atua para blindar seus filhos e ele próprio. Estimula e participa de atos contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, alimentando uma grave crise política e institucional. Tudo isso, durante a pandemia do Coronavírus, que já tem consequências profundas tanto na vida das pessoas, como na economia.
Os ataques violentos contra a imprensa ocorrem neste contexto. É uma tentativa desesperada de intimidar a imprensa livre e tentar acuar veículos e jornalistas para deixarem de noticiar os fatos envolvendo Bolsonaro, e de outro lado é uma forma de desqualificar o trabalho da imprensa e insuflar sua base de apoio a promover ataques a estes veículos.
Governantes e autoridades de instituições de Estado que não respeitam a liberdade de imprensa, não estão à altura para ocuparem cargos públicos.
Governantes e autoridades de instituições do Estado que não se subordinam aos princípios e diretrizes fundamentais expressos na Constituição Federal deveriam ser imediatamente afastados.