22 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Nova greve na TV do ‘apóstolo’ Valdemiro

Iniciada em 12 de janeiro, a nova greve dos funcionários da TV Mundial, pertencente a Valdemiro Santiago – o mercador da fé arrogante que se autodenomina “apóstolo” –, segue em curso sem perspectiva de solução. No sábado passado (21), os grevistas lançaram um manifesto reafirmando sua disposição de luta:

“Somos trabalhadores e trabalhadoras da Igreja/TV Mundial e há mais de três anos enfrentamos o descaso no que se refere aos atrasos recorrentes nos salários e benefícios. A gota d’água para que fosse decretada a greve, a partir da 0h do dia 12 de janeiro, é que, além dos atrasos recorrentes, nem o décimo terceiro salário nos foi pago”.

Altamiro Borges

“Isso impossibilitou que pais e mães de família pudessem realizar uma ceia de natal com um mínimo de dignidade. Portanto continuamos em greve até que a empresa apresente uma proposta minimamente viável para resolver esse problema”. Os sindicatos dos Radialistas e dos Jornalistas de São Paulo esbarram na intransigência nas negociações com os embusteiros da Igreja Mundial do Poder de Deus.

Terceira paralisação em um ano

Como lembra Ricardo Feltrin em matéria no site UOL, “essa é a terceira greve dos funcionários no espaço de pouco mais de um ano… A Mundial está presente em quase 20 países e conta com 5.000 templos. É da linha neopentecostal e uma de suas principais doutrinas é ‘desafiar’ fiéis a fazerem doações para que obtenham o que desejam”. Nos últimos dias, o charlatão inclusive intensificou esses apelos.

“Em pregação na TV Mundial, o pastor Valdemiro Santiago lançou um ‘desafio’ aos seus fiéis: que se unam para doar R$ 10 milhões para a igreja até o próximo dia 31. Segundo ele, esse dinheiro seria destinado ao pagamento de funcionários da TV, que estão em greve. Essa estratégia não é nenhuma novidade, diga-se: em abril de 2022, ele fez a mesma coisa quando os funcionários ameaçaram entrar em greve também por atrasos nos salários” – descreve em tom de ironia a matéria.

O religioso picareta é tão cínico que ainda tenta posar de vítima. Na mesma pregação, o “apóstolo” se disse “machucado” com a atitude dos grevistas e citou a Bíblia para “mostrar” como é injustiçado. “Tenho dado um duro danado. Minha vontade é acabar com essa TV, e aí eles que vão trabalhar lá na Globo, na Record”. Ele também afirmou que a greve “é coisa de quem não gosta de trabalhar” e voltou a atacar Lula, sem citar seu nome, esbravejando que os grevistas “são como ‘aquele’ que cortou o dedo só pra se aposentar”.