18 de julho de 2024

Search
Close this search box.

Jornalistas debatem cobertura da imprensa sobre tragédia no Rio Grande do Sul

O povo gaúcho está vivendo uma catástrofe após as fortes chuvas, no início do mês de maio, provocarem uma das maiores enchentes da história do Rio Grande do Sul. Segundo dados da Defesa Civil, ao todo 417 dos 497 municípios foram atingidos, até a quarta-feira (8) o número de mortos chegou a 100 com 128 desaparecidos e 372 feridos e mais de 1,4 milhão de afetados.

Para entender os motivos que contribuíram com esta crise como o desmonte do Ministério do Meio Ambiente, na gestão de Ricardo Salles, durante o governo Bolsonaro, que estimulou um afrouxamento nas leis ambientais, possibilitando as mudanças no Código Ambiental do Rio Grande do Sul feitas pelo governo de Eduardo Leite (PSDB) e também como a mídia está fazendo a cobertura do acontecimento, o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé convida para o debate os seguintes jornalistas:

– Priscila Lobregatte – jornalista no Portal Vermelho, foi  assessora de comunicação no Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa).

– Katia Marko – jornalista e editora-chefe do Brasil de Fato do Rio Grande do Sul, atuou como assessora de comunicação da Central Única dos Trabalhadores (CUT) do RS. Também participou da criação da TV Comunitária de Porto Alegre, do jornal Brasil de Fato, e do Conselho Municipal de Comunicação.

– Moisés Mendes – jornalista em Porto Alegre. Escreve para os jornais Extra Classe, DCM e Brasil 247. É autor do livro de crônicas “Todos querem ser Mujica” (Editora Diadorim). Foi colunista e editor especial de Zero Hora.

O debate será apresentado pelo fundador do Jornal Empoderado e coordenador do Barão de Itararé, Anderson Moraes, e será transmitido ao vivo na sexta-feira (10) às 17h (Brasília) pelo Canal do Youtube do Barão e também de veículos parceiros.

Assista, participe e inscreva-se nos canais!