19
Seg, Nov

Altamiro Borges: Mídia faz vista grossa, mas pode ser a próxima vítima da violência bolsonarista

Comunicação
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Em sua coluna semanal no Nocaute, o jornalista Altamiro Borges lamentou a cobertura pífia dos grandes meios de comunicação sobre a onda de violência e agressões por motivações políticas praticadas por eleitores de Jair Bolsonaro. Para o presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, qualquer país minimamente civilizado daria um tratamento mais profundo ao tema, com cobertura mais detalha e investigativa.

Recordando alguns episódios violentos com explícita conotação racista, homofóbica e fascistoide, Altamiro Borges faz um alerta aos barões da mídia: "A mídia monopolista está tentando naturalizar esses acontecimentos, mas é bom ela tomar juízo. Pois essa turma detesta democracia, detesta quem pensa diferente. Ela também vai sentir o ódio dessa turma. Ela criou esse monstro, mas esse monstro está solto", afirma. "É bom essa mídia nativa que ajudou a dar o golpe e a chocar o ovo da serpente que resultou em Jair Bolsonaro criar vergonha na cara e começar a tratar a onda de intolerância de forma mais séria, alertando a cidadania para o risco que o país corre. Corre risco a democracia e corre risco o próprio jornalismo".

Confira o mapa da violência política no Brasil no período das eleições de 2018

Assista na íntegra: