11
Ter, Dez

A nova direita: livro sobre ação política e ideológica das classes dominantes será lançado em SP

Notícias do Barão
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Panorama completo dos aparelhos organizativos das classes dominantes no Brasil da década de 1980 até os dias atuais, o livro A nova direita - Aparelhos de ação política e ideológica no Brasil contemporâneo (Expressão Popular), de autoria do professor Flávio Casimiro, será lançado na quarta-feira, 28 de novembro, em São Paulo. A atividade tem início às 19h30 e ocorre no Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé (Rua Rego Freitas, 454, sala 83, próximo ao metrô República).

Na ocasião do lançamento, duas mulheres comandarão a mesa de debates: a cientista política Esther Solano, organizadora do livro O ódio como política, além de Kelli Maffort, da coordenação nacional do MST - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. O livro será vendido durante o evento, que terá transmissão ao vivo na página do Barão de Itararé (www.facebook.com/baraomidia). Confirme presença no evento!

 

"A nova direita no Brasil busca universalizar a sua concepção de mundo no intuito de legitimar sua posição dominante. Para tanto, a ampliação dos mecanismos de expropriações sociais, sempre atualizados e reconfigurados, são acionados nas mais diversas esferas da vida social e, sobretudo, por dentro do Estado”.  

Flávio Casimiro 

 

SINOPSE

Este lançamento é título de novembro do Clube do Livro Expressão Popular e apresenta uma importante pesquisa de levantamento dos aparelhos organizativos de ação política e ideológica da burguesia brasileira, desde os anos 1980 aos dias atuais.

  O livro permite ao leitor compreender que a dominação burguesa não se mantém apenas por herança política. Ela é, sim, fruto de extensa e dedicada organização dos aparelhos privados de hegemonia, das classes dominantes. Esta pesquisa faz uma radiografia de inúmeros aparelhos organizativos da burguesia, suas formas de atuação e multiplicação, suas insistentes pautas, e inclusive seus conflitos internos. Ao fim e ao cabo, restará uma certeza de que há uma nova forma de dominação e parcelas da velha burguesia se renovam, ou são atropeladas pelo novo que busca mesmo implantar o velho: a dominação, o enxugamento de direitos, a garantia do lucro acima de tudo.

Institutos, centros de estudo, revistas, think tanks, se articulam em ações pelo país afora e internacionalmente, pois o capital não admite fronteiras. O Estado como pano de fundo permite os novos reordenamentos do pensamento liberal organizado e fazendo sentido prático nas diversas frações de classe burguesas que esperam lucrar a qualquer preço e a conta vai ser paga pela classe trabalhadora. O livro propicia uma leitura indignada mas sobretudo altamente instrutiva para desvendar os desafios que temos a enfrentar na nova quadra histórica que se coloca a nossa frente, onde o fascismo mostra a cara sem máscaras.

SOBRE O AUTOR

Flávio Casimiro é doutor em História Social, na linha de História Contemporânea pela Universidade Federal Fluminense UFF. Professor Efetivo de História Econômica Geral e do Brasil e Economia Política no Instituto Federal do Sul de Minas Gerais IFSULDEMINAS, Campus Poços de Caldas. É um dos autores do livro O ódio como Política: a reinvenção das direitas no Brasil, publicado pela Boitempo, em 2018. Autor do livro A Nova Direita: aparelhos de ação política e ideológica no Brasil Contemporâneo, publicado pela Expressão Popular, em novembro de 2018.