24 de julho de 2024

Search
Close this search box.

‘O que já foi produzido em Itaipu daria para iluminar o mundo por 43 dias’, diz diretor-geral da hidrelétrica, Enio Verri

Jornalistas da mídia alternativa entrevistaram, na terça-feira (31), o diretor-geral da Itaipu Binacional, Enio Verri, que falou sobre as contribuições da usina hidrelétrica para o desenvolvimento social e econômico do país, além do fortalecimento da integração latino-americana.

Erika Ceconi

“Somos um dos maiores produtores de energia elétrica do mundo, o que já foi produzido em Itaipu daria para iluminar o mundo por 43 dias”, destacou. Segundo ele, o setor energético é estratégico para o país. “Estamos vivendo uma batalha ideológica. O projeto de governo eleito [Lula] defende um Estado ampliado que se preocupa com os mais pobres e que defende a empresa pública”, disse.

Um dos temas abordados, durante a coletiva de imprensa online, foi como diminuir os impactos ambientais e sociais causados pela instalação da usina. Segundo Verri, existe uma política de acolhimento às comunidades afetadas, ele informou ainda que será criado um grupo de trabalho para estudar soluções para os povos indígenas. ​​”Não tenho dúvidas de que, em algum momento, Itaipu será convidada a contribuir para a compra de terras. Mas isso, desde já, passa por uma decisão do presidente Lula”, declarou.

Sobre a integração regional, o diretor da Itaipu enalteceu a parceria entre os dois países. “Há 50 anos, essa sociedade [Brasil e Paraguai] vai muito bem, Itaipu é uma prova de que o tão sonhado processo de integração é possível para o desenvolvimento social e econômico na América Latina”, expressou.

Neste sentido, Enio Verri comunicou que existe uma pretensão de tornar a Universidade Federal da Integração Latino-Americana, a Unila, em uma instituição binacional. “Hoje, ela é brasileira a serviço da integração da América Latina. A ideia é que seja a primeira experiência no mundo de uma universidade pública binacional”, afirmou.

A bancada de entrevistadores contou os seguintes jornalistas: Paulo Salvador (TVT), Renato Rovai (Fórum), Mariana Serafini (Carta Capital), Lucas Weber (Brasil de Fato), Paulo Moreira Leite (Brasil 247) e Esmael Morais (Blog do Esmael). A apresentação foi de Felipe Bianchi.

Assista à integra da entrevista a seguir: